(15) 3233-8591 | 3211-0387
Rua Conde Francisco Matarazzo nº 58 – Sorocaba/SP
instituto-cerebro-exames-e-procedimentos
Eletroneuromiografia-sorocaba
paulo-diniz-sorocaba-neurologista
Potenciais-Evocados-e-programa-de-aplicação-de-Toxina-Botulínica

Uma clínica especializada no diagnóstico e tratamento das doenças do Sistema Nervoso. Instalada desde 1996, tornou-se referência para Sorocaba e região.
É constituída por um grupo de profissionais da área da Neurologia, Psiquiatria, Psicologia e suas diferentes áreas de concentração.

A clínica possui laboratório de Eletroneuromiografia, Potenciais Evocados e programa de aplicação de Toxina Botulínica para o tratamento da cefaléia crônica, distonias e espasticidade.

A imagem acima mostra o Medalhão do interior de uma taça grega (490-480 a.c), onde podemos observar um médico segurando a cabeça de seu paciente vomitando, revelando aspectos clínicos da enxaqueca.

Exames e Procedimentos

Eletroneuromiografia

• Eletroneuromiografia (adultos e crianças)
• Neuropatias periféricas
• Radiculopatias
• Plexopatias
• Doenças do músculo
• Doenças da junção neuromuscular
• Doenças do neurônio motor

Potenciais Evocados

• Potencial Evocado Visual
• Potencial Evocado Somatossensitivo
• Potencial Evocado Auditivo

Aplicação de Toxina Botulínica

• Distonias
• Espasticidade
• Cefaléia Crônica
• Aplicação de Toxina Botulínica guiada por eletromiografia

Preparo para o exame

AGENDE JÁ SUA CONSULTA:
(15) 3233-8591
(15) 3211-0387

A Clínica

O Instituto do Cérebro de Sorocaba é uma clínica especializada no diagnóstico e tratamento das doenças do Sistema Nervoso. Instalada desde 1996, tornou-se referência para Sorocaba e região.
É constituída por um grupo de profissionais da área da Neurologia, Psiquiatria, Psicologia e suas diferentes áreas de concentração.
Dr. Paulo Diniz possui grande interesse no estudo das Doenças Desmielinizantes e Neuroimunológicas, com ênfase na Esclerose múltipla e Neuromielite Óptica. Realizou diversas publicações em revistas médicas de grande impacto especializadas sobre o tema, além de participar ativamente de vários eventos científicos nacionais e internacionais.
Dr. Rodrigo Diniz possui formação em Neurologia com experiência em Doenças Neuromusculares, Neurofisiologia Clínica (Eletroneuromiografia), e Neuroimunologia. Atualmente realiza mestrado na área de Eletroneuromiografia e Neuropatias Hereditárias.

Atuação

Eletroneuro miografia

Eletroneuromiografia é um exame diagnóstico, utilizado por neurologistas, ortopedistas, reumatologistas e clínicos gerais para a avaliação dos nervos e músculos.

Indicações: A eletroneuromiografia está indicada na identificação, localização e caracterização de lesões nervosas periféricas focais ou na investigação diagnóstica de doenças neuromusculares.
O planejamento adequado da eletroneuromiografia depende da suspeita clínica do paciente e dos achados durante o exame propriamente dito. Não deve haver um “exame padrão” que seja único, e sim individualizado para cada paciente.
Esta orientação evita desconforto desnecessário para o paciente, além de facilitar a interpretação dos resultados.
Um pedido médico detalhado garante uma avaliação neurofisiológica mais adequada.

Tratamento da Dor de Cabeça

A dor de cabeça, chamada em medicina de cefaleia, é uma das queixas médicas mais comuns. É difícil encontrar alguém que nunca tenha tido, pelo menos, uma crise de dor de cabeça durante a vida.
Algumas dores de cabeça podem ser muito fortes e recorrentes, levando o paciente a achar que há algo de grave no seu cérebro. Tumores cerebrais e aneurismas costumam ser os maiores temores de quem se vê acometido por uma intensa cefaleia. Não é incomum recebermos pessoas apavoradas, querendo que o médico solicite uma tomografia computadorizada de crânio, quando, na verdade, a sua dor trata-se apenas de uma cefaleia simples, facilmente diagnosticada clinicamente.
Apesar de muito comum, as pessoas sabem muito pouco sobre as cefaleias e pensam que todas são iguais. Na verdade, existem várias causas para dor de cabeça.

Indicações: Um correto diagnóstico é fundamental para a adequada estratégia terapêutica medicamentosa.
A dor de cabeça crônica diária também é muito prevalente na população e dentre os vários tratamentos recomendados esta o uso da toxina botulínica, com boa resposta para alivio das dores recorrentes.

Doenças Desmielinizantes

Uma doença desmielinizante é qualquer doença no cérebro ou na medula na qual ocorra uma alteração do tipo inflamação na bainha de mielina dos nervos – daí o termo desmielinização. Esta inflamação da mielina pode ser secundária a outra causa (por exemplo, uma vacina ou uma infecção), ou primariamente auto-imune, e prejudica a condução de sinais nos nervos afetados, causando sintomas na sensação, nos movimentos, cognição e outras funções, dependendo dos nervos ou áreas envolvidas.
Em relação às possíveis causas, as doenças desmielinizantes podem ocorrer em doenças genéticas, por reações após uso de vacinas, por agentes infecciosos, por reações autoimunes próprias do indivíduo, e outras por fatores desconhecidos.
Dentre as doenças desmielinizantes, a principal e mais conhecida é a esclerose múltipla, que acomete frequentemente adultos jovens, e atualmente tem o seu diagnóstico e tratamento bastante efetivos.

Doenças Degenerativas

São reconhecidas como doenças degenerativas do sistema nervo aquelas que cursam com morte celular prematura, de causas ainda não bem esclarecidas, causando inúmeros sintomas debilitantes e irreversíveis. Neste grupo de doenças estão por exemplo a Doenças de Alzheirmer, a Doença de Parkinson, a Doenças de Pick e a Esclerose Lateral Amiotrófica. Quando existe uma causa conhecida que desencadeou a degeneração, chamamos de doenças secundariamente degenerativas, que são de causas infecciosas, inflamatórias, metabólicas, carências, tóxicas, traumáticas e neoplásicas. O correto diagnóstico é fundamental para a melhor estratégia terapêutica.

Movimentos Involuntários

Movimentos involuntários são aqueles que acontecem sem que a pessoa consiga ter controle sobre eles. Alguns fazem parte do nosso funcionamento normal, como o batimento cardíaco e o movimento dos intestinos, mas podem acontecer outros que não são naturais. Eles acometem praticamente todas as partes do corpo, como pescoço, rosto, braços, pernas e tronco, que podem se mover isoladamente ou em conjunto.
Existem vários tipos de movimentos involuntários e apenas o especialista poderá diagnosticar o tipo, a causa e dizer qual será o tratamento mais efetivo para cada paciente. Os tipos mais comuns de movimentos involuntários são o tremor, as distonias, discinesias, coreia e balismo.

Indicações: Dentre os vários tratamentos empregados, o uso da toxina botulínica tem muito contribuído para o alívio dos sintomas e melhora da qualidade de vida desses pacientes.

Doenças Neuromusculares

Doenças Neuromusculares são doenças que afetam os nervos e os músculos e podem ocorrer por desordens inflamatórias, genéticas, metabólicas e traumáticas. Lesões dos nervos (neuropatias) impedirão que os sinais elétricos cheguem, de forma adequada, do corpo para o cérebro, e do cérebro para o corpo. As doenças musculares (miopatias) podem fazer com que os músculos não respondam de forma adequada os sinais vindos pelos nervos. Existem ainda as doenças da junção neuromuscular onde a desordem se encontra entre o nervo e o músculo. O diagnóstico deve ser realizado em tempo hábil. Algumas doenças desta subespecialidade são as Distrofias Musculares, Doença de Charcot-Marie-Tooth, Síndrome de Guillain Barré e a Polirradiculopatia Inflamatória Desmielinizante Crônica, (PIDC); e a Miastenia Gravis.

Profissionais

Dr. Paulo Diniz da Gama

• Graduação em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
• Especialização em Neurologia e Neurocirurgia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
• Mestrado e Doutorado em Neurologia pela Universidade de São Paulo.
• Especializado em Neurofisiologia-Eletroneuromiografia pela Faculdade de Medicina da UNESP de Botucatu.
• Responsável pelo Centro de Referência para o Tratamento da Esclerose Múltipla do Conjunto Hospitalar de Sorocaba.
• Professor de Neurologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
• Membro do Conselho Adminitrativo do Brazilian Committee for Treatment and Research in Multiple Sclerosis (BCTRIMS)

Clique AQUI e confira o currículo completo.

Dr. Rodrigo A. Diniz da Gama

• Graduação em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
• Residência Médica em Neurologia e Neurofisiologia Clínica pela Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto.
• Especialização em Doenças Neuromusculares e Neuroimunologia pela Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto.
• Estágio em Neurologia pelo Massachusetts General Hospital – Harvard Medical School
• Atualmente realiza mestrado em Neurofisiologia Clínica (Eletroneuromiografia) e neuropatias hereditárias pela Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto

Clique AQUI e confira o currículo completo. 

Dicas Importantes

Atendimento

  • O Instituto do Cérebro não realiza marcações de consulta por email, apenas por telefone.
  • (15) 3233-8591
  • (15) 3211-0387
  • R.Conde Francisco Matarazzo, 58 – Jardim Vergueiro | Sorocaba/SP
  • inst.cerebro@globo.com

Localização